Sema

 Sábado, 23.09.2017

     O Decreto 9.775/2011 instritui o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil - PGRCC no Municípo de Cascavel.

Por que elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil - PGRCC ?
      A construção civil é responsável pela geração de um volume considerável de resíduos, chamados de Resíduos da Construção Civil - RCC e a maior parte destes resíduos podem ser reciclados ou reutilizados.
       O Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil – PGRCC tem como objetivo principal o manejo ambientalmente adequado dos resíduos da construção civil, visando a redução do volume de resíduos gerados, bem como a correta segregação que permite a reutilização e reciclagem dos RCC.
      O Decreto estabelece diretrizes para a correta triagem, acondicionamento, transporte e destinação final dos RCC. 
     A elaboração e implementação do PGRCC, permite que todo o resíduo gerado na construção civil, seja reaproveitado ou até mesmo reciclado e não apenas aterrado, causando danos ao meio ambiente.
 
Quais tipos de PGRCC são exigidos?
 
- Manifesto de Transportes (Menores que 70m²);
- PGRCC Simplificado (Superior a 70 m² e inferior a 600 m²);
- PGRCC Completo (Acima de 600m²);
- PGRCC Completo (Demolição) (Acima de 100m²).
  
 
Os procedimentos que regem a apresentação e aprovação do PGRCC foram estabelecidos pela Portaria SEMA/SEPLAN nº 001/2011
 
 

AVISO

      A partir do mês de Junho de 2014 os resíduos recicláveis da Construção Civil pertencentes à Classe B, NÃO serão aceitos na CPTMR (Central de Processamento e Transferência de Materiais Recicláveis), os mesmos deverão ser doados exclusivamente as Cooperativas de Catadores ficando sob a responsabilidade do gerador a exigência do comprovante de entrega.

     Tal mudança visa à geração de emprego e renda aos catadores do Município de Cascavel.

    Ainda na data informada, o Gesso, de acordo com a resolução do CONAMA 431/2011, passa a ser classificado como RCC Classe B, tendo em vista o surgimento de empresas que reutilizam e/ou reciclam esse material. Deste modo o Município de Cascavel NÃO aceitará o descarte deste, no Aterro Municipal de Resíduos Sólidos Inertes