Cultura

 Sexta-feira, 21.07.2017

 

                                MIS - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

                        O Museu da Imagem e do Som de Cascavel – MIS está localizado no prédio do Centro Cultural Gilberto Mayer, Rua Duque de Caxias, 379. A instituição museológica contou com a iniciativa de Xico Tebaldi, fotógrafo que trabalhou para a Prefeitura de Cascavel por muitos anos agregando, desta forma, inúmeros registros iconográficos oficiais do município, os quais, anexados a imagens do cotidiano, adquiridas com a população, formaram o acervo inicial do museu. Assim sendo, em 21 de abril de 1988, durante a gestão de Fidelcino Tolentino, por intermédio da Lei Nº 1991/88 criou se o Museu da Imagem e do Som de Cascavel, o qual está vinculado à Secretária de Cultura.

Tal iniciativa estabeleceu bases para que um trabalho de resgate e preservação da memória artístico-cultural e histórica da região fosse concretizado. Neste sentido, a instituição museológica aparece como um instrumento de apropriação e difusão de elementos visuais e sonoros que abordam temas culturais, políticos, econômicos e do cotidiano de Cascavel e da região Oeste do Paraná. Portanto, se caracteriza como um instrumento que não só preserva a memória, mas estabelece relações de identidade da população e do município, o qual acaba de completar 60 anos, mas já tem muito para contar.

Atualmente o Museu da Imagem e do Som – MIS conta com um valoroso acervo de aproximadamente 50 mil itens, entre eles fotografias, negativos, fitas de vídeo, slides, filmes em super 8 e 16 e 35mm. Tais objetos remontam o período da colonização e desenvolvimento da cidade de Cascavel, bem como os períodos atuais e trazem consigo um valor histórico inestimável, tornando-os imprescindíveis para o fomento das futuras pesquisas sobre esta pujante cidade.

Constituição do acervo:

  • Acervo de 50 mil documentos entre fotos, negativos, fitas de vídeo, slides, filmes em super 8 e 16 e 35mm
  • Documentação museológica existente: testemunhal, histórica e documental.
  • Exposição permanente de fotos históricas do Museu da Imagem e Som no espaço permanente do Museu Histórico Celso Formighieri Sperança.

Atividades Especializadas e Museológicas:

  • Atividades de pesquisa: busca de documentação visual e sonora dos acontecimentos da vida pública e particular da cidade de Cascavel e região que possam ter valores históricos dignos de conservação.
  • Atividades de pesquisa aplicada: Identificar, preservar e divulgar.
  • Atividades de documentação museológica: trabalho de pesquisa, equipe própria do Museu, doações de particulares e públicas, etc.
  • Expositivas nos últimos três anos: exposições de longa e curta duração e itinerantes.
  • Atividades educacionais: visitas freqüentes de estudantes ao museu, mediante prévio agendamento.
  • Atividades culturais: exposições, informações técnicas sobre o funcionamento do museu.
  • Projeto de preservação através da digitalização do acervo do Museu da Imagem e do Som. Projeto em parceria.
  • Organização e atualização do cadastro de Pioneiros chegados em Cascavel até 1960 dando preferência aos pais.
  • Projeto Memória Viva I e II: registro da historia oral através de depoimentos dos pioneiros.

CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E CIENTÍFICA CELEBRADO ENTRE A UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ E O MUNICÍPIO DE CASCAVEL.

     O Convênio assinado no dia 14 de agosto de 2009 entre Município de Cascavel através da Secretaria de Cultura/Museu da Imagem e do Som-MIS e a UNIOESTE visa higienizar, identificar, catalogar e digitalizar o acervo fotográfico do MIS. O acervo, formado por cerca de 40 mil fotografias, será enviado ao campus de Marechal Cândido Rondon da UNIOESTE, no Departamento do CEPEDAL.

O trabalho de organização das imagens e a identificação das fotos são feitos pela Equipe do Museu da Imagem e do Som - MIS que pesquisa as fontes bibliográficas e orais a respeito da imagem quando não há informações. Depois de identificadas, as fotos são enumeradas, digitalizadas e inseridas as informações e a classificação da foto. Finalizado esse processo, as fotos, organizadas em papel neutro, para conservação das mesmas, são enviadas ao CEPEDAL juntamente com a ficha de descrição.

Já a Equipe do CEPEDAL tem como função, prioritariamente, a higienização, ou seja, processo que consiste na limpeza do material, – extração da poeira, fragmentos de papéis, metais e outros resíduos e então é feita a digitalização, que consiste na conversão do documento impresso em papel para imagens digitais, por meio de um scanner, e seu armazenamento em sistema digital. Ao final da atividade, os documentos são devolvidos ao Museu da Imagem e do Som juntamente com a cópia digital em alta resolução.

Além de contribuir para a preservação do acervo, espera-se que a atividade facilite o acesso de pesquisadores e da população em geral aos documentos. Já temos 12 mil fotos em formato digital.

www.cascavel.pr.gov.br/servicos/museu

Solicite seu atendimento pelo email- mis@cascavel.pr.gov.br 

PROJETO “MEMÓRIA VIVA” I E II

Com o intuito de produzir um material pedagógico que relate a colonização e o desenvolvimento da cidade de Cascavel, o Museu da Imagem e do Som, em parceria com entidades privadas do município produziu uma série de documentários a partir de depoimentos espontâneos dos pioneiros da cidade.

Assim sendo, foram realizadas amplas pesquisas, principalmente, por meio da história oral para que os documentários fossem realmente fidedignos à história local. Neste sentido, num primeiro momento, a parceria ocorreu com a Faculdade Assis Gurgacz, por intermédio da TV FAG, em maio de 2009, momento em que foi filmado o “Memória Viva I”. O lançamento aconteceu no Almoço dos Pioneiros de 2009 no Clube Comercial.

O Projeto “Memória Viva edição:II”, foi feito a parceria com a Universidade Paranaense – UNIPAR, por meio do Curso de História do campus de Cascavel, em maio de 2011.

Com o projeto, o Museu da Imagem e do Som além de produzir material de apoio pedagógico acerca do desenvolvimento da cidade, procurou agregar valores ao acervo fotográfico, bem como focar o trabalho de resgate da memória e a construção da identidade local para que não ocorram dissociações. Sendo assim, a valorização da história oral obtida a partir de depoimentos dos pioneiros de nossa cidade.

                   HISTÓRICOS DAS FAMÍLIAS E EMPRÉSTIMO DE FOTOS

Esse trabalho é feito sempre com documentação e devolução das imagens já digitalizadas. O pioneiro recebe suas fotos de volta e bem como uma cópia digital das mesmas, assina um termo de doação dos direitos de imagens para que as fotos estejejam à disposição para serem pesquisadas com intuito científico, com a garantia de uso. Aos poucos a equipe do museu vem registrando os históricos das famílias pioneiras, escrevendo um breve relato de suas vivencias na cidade. O Portal dos Pioneiros na internet está  em construção.

                                 Identificação de fotos do MIS

Processo que consiste na contribuição voluntaria de pioneiros, políticos e cidadãos que realmente tem o comprometimento com a história de Cascavel com o amplo conhecimento sobre histórias e figuras da cidade, identificando fotos do acervo fotográfico do Museu para que as mesmas sejam documentos para pesquisa.

Momento Itália Brasil

Trabalho realizado com famílias italianas, projeto desenvolvido em parceria com a Universidade do Oeste do Paraná com o auxilio do Museu da Imagem e do Som de Cascavel, com o intuito de produzir banner e um calendário histórico para homenagear as famílias descendentes de italianos residentes em Cascavel. Para tal feito ser realizado contamos com a contribuição dos pioneiros através de suas fotos e histórias. O dia foi marcado pela presença do Cantor Délcio Tavares no Centro de Convenções. Todo o trabalho de busca de fontes histórica foi realizado por Silvia Maria Soares do Prado. As revisões e organizações de banner Beatriz Dalmolin e revisão dos textos Deise.

Calendário de Eventos:

Participação dos eventos promovidos pelo Ibram, Semana Nacional de Museus e Primavera de Museus iniciou em maio de 2009 no intuito de propagar os museus de História que estão inseridos no Centro Cultural Gilberto Mayer. Com diversas atividades, o MIS foi destaque na primeira revista Musealia em 2010, onde o trabalho realizado foi reconhecido e publicado.

Almoço dos Pioneiros: 

O projeto “COLCHA DE MEMÓRIAS”:

Foi idealizado para a 5ª Semana da Primavera de Museus, com o tema: Mulheres, Museus e Memórias, ocorrida entre 19 e 23 de setembro de 2011.

O Museu da Imagem e do Som, com a iniciativa da coordenadora Silvia Prado e o Professor Edson Gavazzoni do Colégio Padre Carmelo Perrone elaborou o projeto para valorização da Mulher.

Tinha como objetivo organizar Círculos de Memórias entre mulheres de diferentes idades para compartilhar suas memórias por meio de historias representadas em pequenos retalhos de tecidos, podendo pintar, bordar, desenhar e sendo assim possível expressar um momento especial de sua vida. Os retalhos farão parte de uma colcha física. Novas idéias surgiram mais tarde, como a confecção de uma grande colcha de 60 metros em comemoração ao aniversário de Cascavel. O tecido foi doado pela empresa Decorações Aguiar para que o projeto pudesse ser realizado.

 

Já a Colcha Virtual será exposta na internet, com todos os retalhos fotografados bem como as memórias e depoimentos das mulheres. A gravação será em áudio e vídeo. Com o material será produzido uma cocha digital no site da Revista Teia Ecológica, sendo que quando o internauta passar o mouse sobre os retalhos os desenhos darão lugar  às fotos das mulheres (autora). Já clicando na imagem ou foto, será possível ouvir o depoimento em áudio da memória que a autora representou no retalho da colcha.

O projeto contou com a parceria e co-produção do ILAS – Instituto Latino-americano de Sustentabilidade e com a ECOEDUCAR Tecnologias Educacionais.

 

COORDENADORA DO MUSEU DA IMAGEM E SOM (MIS)

Silvia Maria Soares do Prado
 

Museu de Imagem e Som - MIS

Fone: (45) 3902-1442 - Fax 3902-1445 - e-mail: mis@cascavel.pr.gov.br

Rua Duque de Caxias, 379 - Centro - CEP 85.801-011