Notícias

 15.05.03 - 00h00

Exploração Sexual: Cascavel firma parceria e amplia combate

Redigido em: 15.05.03 Foto: 15 – 01 Crédito: Arquivo Secom Legenda: No total, mais de 2,5 mil crianças e adolescentes já foram alcançados pelo Sentinela, seja com palestras e orientações, sejam com abordagem nas ruas Foto: 15 – 02 Crédito: Vanderlei Faria Legenda: Avenida Tancredo Neves: convivência diária com a prostituição EXPLORAÇÃO SEXUAL Cascavel firma parceria e amplia combate A Secretaria de Ação Social (Seaso) do Governo Municipal de Cascavel firmou parceria com a Central de Notícias dos Direitos da Infância e Adolescência, do Projeto Ciranda (Curitiba), que está realizando o Programa de Prevenção e Eliminação da Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes na Tríplice Fronteira – Argentina/ Brasil/ Paraguai – OIT/IPEC. A secretária Vânia Maria de Souza, da Seaso, explica que objetivo da parceria é ampliar as ações na prevenção e eliminação da exploração dos direitos de crianças e adolescentes. “Já trabalhamos contra a exploração com o projeto Sentinela e todo auxílio e alternativa de ação é importante para protegermos nossas crianças e adolescentes”, afirma. Até 2004, as ações incluem o diagnóstico da situação nos três países, fortalecimento institucional (formação de Comitês locais), mobilização e sensibilização (campanhas de educação), intervenção direta com crianças, adolescentes e famílias, inspeção e monitoramento. Através de uma iniciativa do programa, a Organização do Trabalho Infantil (OIT), por meio do Programa de Eliminação do Trabalho Infantil (IPEC) e do Ciranda, lançam, no dia 18 de maio, em Foz do Iguaçu, a Campanha de Prevenção e Combate à Exploração Sexual Infanto-juvenil. Segundo dados levantados pelo Ciranda, cerca de 3,5 mil crianças e adolescentes vivem em situação de exploração sexual na Tríplice Fronteira e a maioria delas combina a prostituição a outro tipo de trabalho. Em princípio, as ações da campanha estarão focadas em cinco segmentos sociais – transporte, turismo, educação, polícia e meios de comunicação. As atividades contam com a veiculação de material publicitário-informativo, elaboração de oficinas para jornalistas e estudantes de comunicação e a distribuição de um selo de adesão. A campanha já tem a parceria de mais de 60 instituições governamentais e não governamentais, em Curitiba, Foz do Iguaçu, Cascavel e outras cidades do Estado. Box Sentinela já atendeu mais de 2,5 mil crianças e adolescentes Desde 2001, a Seaso executa em parceria com o Ministério da Assistência e Promoção Social, o Programa de Enfrentamento ao Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, conhecido como Sentinela, que visa combater a problemática da exploração infantil, através do resgate dos direitos da família e do acesso a políticas sociais. O programa trabalha com a abordagem educativa junto às crianças, adolescentes e suas famílias, o atendimento (individual e grupal) especializado por equipe de profissionais, o apoio psicossocial, o acompanhamento permanente dos casos e através de ações preventivas como discussões e reuniões em escolas, organizações sociais e comunitárias. Até agora, 2.544 mil crianças e adolescentes já foram atendidos pelo Sentinela, número que pode crescer com parcerias, como com o Ciranda. “Todas essas parcerias que convergem no combate do mesmo problema, são preciosas”, ressalta Vânia. A coordenadora do Sentinela, Janaína Margarida, explica que muitas vezes a “exploração começa em casa” com pais que não têm condições de prover o sustento da família e “acabam incentivando as filhas a se prostituírem”. Segundo a jornalista Vania Mara Welte, integrante do projeto Ciranda, o ponto inicial de qualquer campanha é explicar corretamente o significado de exploração sexual e prostituição. “As pessoas confundem exploração com prostituição, a criança e o adolescente não têm escolha e nem discernimento para entender o que fazem, na verdade são exploradas”, diz. Em Cascavel, a maior incidência de abuso sexual encontra-se entre crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, já nos casos de exploração sexual o índice está na faixa etária dos 9 aos 16 anos. final

 Imprimir   Enviar por email   Comunicar erro   Receber Notícias  Compartilhe:  Compartilhe no Twitter  Compartilhe no Facebook  Adicione aos favoritos no Google

» Notícias Recentes

02.06.15 Juventude: Reunião preparatória da Conferência será em Cascavel

02.06.15 Confira o abre e fecha do Feriado de Corpus Christi

02.06.15 Plantio de mudas marca início do Plano Municipal de Arborização

02.06.15 Plantio de mudas marca início do Plano Municipal de Arborização

01.06.15 Bairros Morumbi e Brasília recebem nova sinalização

» Notícias Mais Acessadas

17.03.10 INFORMAÇÕES CONCURSO PÚBLICO

 

06.10.11 Prefeitura esclarece: 14 de novembro é feriado em Cascavel

08.01.10 Prefeitura realiza primeiro Concurso Público de 2010

21.08.14 FGTS: nova lista parcial chega a 7.702 endereços