23/04/2018 - Semdec promove reunião da Câmara Técnica de Educação Empreendedora
A Secretaria de Desenvolvimento Econômico reuniu, na sexta-feira (20), integrantes da Câmara Técnica de Educação Empreendedora do Comitê Gestor Municipal para tratar do plano de ações para 2018, uma vez que o objetivo da Câmara Técnica é debater e estabelecer diretrizes para inserir o tema Empreendedorismo nas salas de aula em todos os âmbitos escolares. Formada por diversos representantes da administração municipal, instituições de ensino e Sebrae, a Câmara Técnica incluirá novos membros nos próximos encontros, como representantes do Conselho de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Cascavel da Acic; do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente; do Sindicato das Escolas Particulares, entre outros. Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, “é preciso promover o debate, desmitificar o tema e nivelar o conhecimento sobre o empreendedorismo em todos níveis da de ensino”. Além do convite para novos integrantes, a Câmara Técnica participa no dia 18 de maio da Feira de Inovação e Tecnologia organizada pela Fundetec, durante a qual serão abordados temas como "O Ensino Fundamental e a Educação 4.0 - Desafios e Oportunidades"; "O Ensino Médio e a Educação 4.0 -Desenvolvimento de Habilidades"; "O Ensino Técnico e a Educação 4.0 - Uma nova forma de aprender" e "O Ensino Superior Presencial e à Distância - Desafios e Oportunidades".
11/04/2018 - Food Bikes: reunião alinha nova proposta de trabalho com ambulantes
O novo modelo de trabalho dos vendedores ambulantes de Cascavel que atuam na região central da cidade foi detalhado na noite de ontem (10) em reunião entre a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, trabalhadores ligados à Acac (Associação de Camelôs e Vendedores Ambulantes de Cascavel) e membros da Coopla (Comissão Permanente de Licenças para Atividades Ambulantes). O secretário de Finanças, Renato Segalla, também participou do encontro. O secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, detalhou aos ambulantes como eles deverão atuar a partir da entrega das Food Bikes que foram licitadas, quem poderá receber os novos equipamentos e a forma de divisão dos pontos. A reunião foi considerada positiva porque tanto o Poder Público pôde expor de forma clara os objetivos da proposta de revitalização da área central, que inclui a regulamentação do que já ocorre, mas agora de uma maneira ordenada, com um formato padronizado e que facilita inclusive a fiscalização, e também porque os ambulantes saíram satisfeitos por esclarecerem dúvidas quanto ao novo formato de atuação. "Foi mais uma reunião de alinhamento e de apresentação da proposta de trabalho, que está pautada no Programa de Revitalização de todo o comércio da área central e que nós devemos começar dando o exemplo, com esta organização dos vendedores itinerantes", destacou o secretário, que espera que até o início de maio as mudanças sejam lançadas oficialmente, já com a entrega das primeiras 38 Food Bikes. Ficou com a Acac a missão de definir em quais pontos cada vendedor ficará instalado, seguindo o mapa de localização previamente definido pela nova regulamentação. Caberá à Coopla indicar quais ambulantes estão regulamentados, de acordo com a ordem cronológica de solicitação feita quando do recadastramento iniciado ainda em 2015. Para o presidente da Acac (Associação de Camelôs e Vendedores Ambulantes de Cascavel) Josivan Lins de Oliveira, a regulamentação será positiva para a associação, uma vez que irá melhorar a organização dos membros. "Isso mostra a união entre o governo e os vendedores e que está sendo bem encaminhado este planejamento. Nossa preocupação era com aqueles que não podem circular, mas agora ficou esclarecido que poderemos ficar parados com as bicicletas e, ainda, escolher os pontos", avaliou. O próximo passo, agora, é uma reunião com membros da Coopla para aprovar o mapa de pontos e o novo modelo de distribuição de pontos definido ontem à noite na reunião.  
29/03/2018 - Ambulantes: Empresa de Cascavel vence Pregão para fornecer as food bikes
Padronização dos ambulantes dá mais um passo dentro do amplo projeto de revitalização do comércio da área central da cidade A empresa de Cascavel Jec Trailers Reboques e Metalúrgica Ltda foi classificada nesta manhã (29) durante o Pregão Eletrônico nacional realizado pela BBMnet para fornecer as bicicletas adaptadas que serão utilizadas pela administração municipal no projeto de padronização dos vendedores ambulantes da área central da cidade. A licitação prevê a compra de quatro modelos diferentes das denominadas food bikes, num total de 38 unidades nesta primeira etapa do projeto. Com preço máximo de R$ 300.273,21, o Registro de Preços por 12 meses atraiu três empresas participantes, sendo as outras duas de São Paulo. Aberto às 10 horas, foi finalizado logo em seguida com desconto de 5,15% concedido pela Jec Trailers, fechando em R$ 284.800,00, com redução de R$ 15.473,21 sobre o valor inicial. A segunda colocada, Alves e Santos Equipamentos Esportivos e Recreativos Ltda - ME, de São Paulo, deu lance de R$ 285.150,00 e a terceira, Megacom Comércio e Serviços Eirelli permaneceu no valor inicial de R$ 300.273,21. Ao todo, o Registro de Preços prevê a aquisição de até 57 bikes, sendo 15 do modelo 1; 20 do modelo 2; cinco do modelo 3 e 17 do modelo 4. As food bikes possuem três rodas, ombrelone e contam com compartimentos para a armazenagem e exposição dos materiais, de acordo com a especificidade de cada comerciante. Os modelos oficiais serão distribuídos aos ambulantes que forem autorizados, que pagarão um valor anual para utilização das bikes após a obtenção da permissão de uso. Esse valor, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, ainda está em estudo e será publicado em decreto. A padronização dos ambulantes faz parte de um amplo projeto de revitalização do comércio da região central de Cascavel que começou a ser executado ainda no ano passado e que envolve uma parceria inédita entre Município, a Fecomércio (Federação do Comércio do Paraná e o Sebrae. A ideia é implementar novas práticas comerciais para atrair consumidores e tornar o local um excelente espaço de compra e lazer para os moradores e visitantes da cidade, o que se traduz num shopping center a céu aberto. "No caso dos ambulantes, eles começaram a ser recadastrados ainda em 2014 pela Coopla (Comissão Permanente de Licenças para Atividades Ambulantes) para receber o Alvará. A triagem dos primeiros a receber as bikes também está por conta da Coopla. Além disso, cria-se um modelo estético e de qualidade de fiscalização único no Município", explica o secretário, lembrando que para obter o Alvará é necessário que os vendedores ambulantes tenham o protocolo de Alvará aprovado pela Coopla e atendam à legislação vigente. Já o projeto da revitalização do comércio é amplo e deve atingir diretamente 250 empresas localizadas entre a Rua Sete de Setembro e Barão do Cerro Azul. E esse número pode aumentar, dependendo da adesão de outros comerciantes fora desse trecho.  
20/02/2018 - Feira do Teatro: equipe organizadora finaliza detalhes para abertura domingo
Está quase tudo pronto para o ato que vai marcar a abertura oficial, às 9h30 deste domingo (25), da Feira do Teatro, o novo ponto de encontro domingueiro de famílias e de apaixonados por arte e cultura nas suas mais variadas formas. A Feira - que conta com 38 artesãos cadastrados, além de espaço para a Economia Solidária e entidades, totalizando 43 barracas autorizadas - será realizada todo domingo, das 8 às 15 horas, no estacionamento do Teatro Municipal Sefrin Filho e Centro Cultural Gilberto Mayer, na Rua Duque de Caxias, entre as ruas Rio de Janeiro e Santa Catarina. "Estamos animados, os trabalhos estão andando num ritmo intenso, os expositores já realizaram vários testes e estão com ótimas expectativas. A comunidade também está aprovando a ideia. É uma feira que iremos construir todos juntos, criando uma nova tradição em nossa cidade para a arte, a cultura e o desenvolvimento", destaca o secretário de Cultura e Esportes, Walter Parcianello, que coordenou os trabalhos nesta manhã (20) junto o presidente do IPMC, Alcineu Gruber, e com representantes das várias secretarias envolvidas na implantação da Feira. Participaram representantes do cerimonial, da Guarda Municipal e da Cettrans, do gabinete do prefeito, da Comunicação, das Secretarias de Meio Ambiente, Cultura e Esportes e Desenvolvimento Econômico. A organização trabalha também com os expositores, para deixar tudo pronto para o grande dia e, depois, para manter a rotina da feira, que para um melhor funcionamento e acesso dos visitantes, terá a Rua Duque de Caxias fechada das 6 às 17 horas aos domingos, entre as ruas Rio de Janeiro e Santa Catarina. A Cettrans fará a organização do trânsito no local e a orientação para os moradores e comerciantes do entorno. Na nova feira os frequentadores encontrarão artesanatos variados, alimentos artesanais, obras de arte, produtos customizados e food-truck, entre outros produtos característicos de feiras culturais, como atrações artísticas no palco livre. No domingo (18), feirantes montaram as barracas de forma experimental, de acordo com a localização definida por meio de sorteio. Além de carros antigos, exposição e comércio de produtos manuais (incluindo bijuterias e brinquedos pedagógicos); exposição e comércio de obras de arte; comércio de produtos alimentícios artesanais: bolos, pães, geléias, conservas, licores, etc; comércio e/ou troca de moedas antigas, livros, selos, brechó, moda; comércio de peças de antiquários; comércio de produtos étnicos a Feira do Teatro também terá espaço para entidades beneficentes. Além disso, próximo a datas comemorativas será estimulado o comércio de produtos alusivos, como no Dia das Mães, Páscoa, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Natal, entre outros. Quem pode expor Os expositores que irão participar da Feira do Teatro foram selecionados por meio de edital e atenderam aos critérios estabelecidos no regulamento que instituiu a feira, ou seja, de comercializar e expor produtos reconhecidamente classificados como artesanais ou artísticos, confeccionados pelo próprio expositor. Até o momento são 38 cadastrados (mais as barracas das entidades), mas a feira tem espaço para até 55 expositores. Assim que a feira for implantada e estiver funcionando normalmente, um novo edital será publicado para preencher as vagas restantes, de acordo com os critérios do Decreto nº 14.020, de 2 de fevereiro de 2018. Os selecionados têm o custo anual de 3 UFMs para utilizar o espaço público, o aluguel da barraca e a autorização de participação. Para os veículos (Food-Trucks) o valor da utilização do espaço público é de 3 UFMs por ano. Hoje a UFM (Unidade Fiscal do Município) tem valor de R$ 42,05.  
08/11/2017 - Feira do Teatro: inscrições seguem até o dia 17 de novembro
Interessados em fazer parte da feira devem se inscrever na Secretaria de Desenvolvimento Econômico A Secretaria de Desenvolvimento Econômico lembra que estão abertas as inscrições para interessados em participar como expositores na Feira do Teatro, cujo lançamento marcado para o dia 26 de novembro faz parte da programação alusiva aos 66 anos do aniversário de Cascavel. A Feira será realizada aos domingos, das 8 às 15 horas, no estacionamento do Complexo Cultural do Teatro Sefrin Filho e do Centro Cultural Gilberto Mayer. Os interessados em participar da Feira do Teatro devem se inscrever por meio do preenchimento da ficha de inscrição (munidos de documentos e amostras) na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, até o dia 17 de novembro. O primeiro passo para quem deseja uma das 42 vagas na feira, é ler o Edital na íntegra. A Feira do Teatro tem como objetivo a exposição e comercialização de produtos provenientes de atividades artesanais (produção artesanal de pequena escala), artes plásticas (pintura, escultura, fotografias autorais e artísticas, gravuras), objetos de coleção e antiguidades, peças customizadas e arte culinária. A ideia é promover o encontro e o convívio entre gerações, incentivar a atividade artística e artesanal, valorizando o artista e o produtor artesanal, além de proporcionar local de exposição e comercialização, estimulando a atividade cultural e a economia criativa, com geração de trabalho e renda, proporcionando área de lazer cultural à população e criar um novo ponto turístico na cidade de Cascavel. Mais informações sobre a Feira e as inscrições podem ser obtidas no telefone 3902-1358, com Ana Lúcia.  
24/10/2017 - Feira do Teatro: Semdec orienta interessados em se inscrever
A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Semdec) divulgou hoje (24) orientações aos interessados em se inscrever para participar da Feira do Teatro de Cascavel. As inscrições iniciaram ontem (23) e podem ser feitas pessoalmente, na secretaria, que funciona anexo ao Centro de Convenções e Eventos, até o dia 17 de novembro. O primeiro passo para quem deseja uma das 42 vagas na feira, é ler o Edital na íntegra. Veja as demais orientações.   1. Todos deverão apresentar amostras de seus produtos, exceto os inscritos na categoria alimentos, que deverão apresentar em data especificada no edital. 2. Todos devem comparecer com seus documentos e fotocópias relacionados abaixo: No ato da inscrição, o candidato deverá apresentar: Pessoa Física: a) Original com cópia da Cédula de Identidade ou outro documento oficial de identificação com foto; b) Original com cópia do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF; c) Original com cópia do comprovante de residência ou domicilio e do local de produção (quando diferentes) no Município de Cascavel, com data de emissão não superior a 90 (noventa) dias, contados da data de publicação do edital; d) Certidão de regularidade de tributos municipal, estadual e federal; Microempreendedor Individual: a) Original com cópia da Cédula de Identidade ou outro documento oficial de identificação com foto; b) Original com cópia do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF; c) Original com cópia do comprovante de residência ou domicilio e do local de produção (quando diferentes) no Município de Cascavel, com data de emissão não superior a 90 (noventa) dias, contados da data de publicação do edital; d) Certidão de regularidade de tributos municipal, estadual e federal; e) Original com cópia do Certificado de Microempreendedor Individual quando for o caso; f) Original com cópia do Cartão do CNPJ quando for o caso; Para a inscrição na categoria produtos alimentícios, além dos documentos relacionados acimadeverá ser apresentada cópia do Certificado do Curso de Manipulação de Alimentos do candidato, realizado a menos de 24 (vinte e quatro) meses, contados da data de publicação do edital. Caso o candidato não tenha o Certificado, ele terá o prazo de 60 (sessenta) dias para participar do Curso a ser fornecido pela Coordenação da Feira. Entidades Beneficentes, Culturais e Assistenciais: a) Original com cópia da Cédula de Identidade ou outro documento oficial de identificação com foto; b) Original com cópia do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF; c) Original com cópia do comprovante de residência ou domicilio e do local de produção (quando diferentes) no Município de Cascavel, com data de emissão não superior a 90 (noventa) dias, contados da data de publicação do edital; d) Certidão de regularidade de tributos municipal, estadual e federal; e) Original com cópia do estatuto da entidade; f) Cópia da ata de eleição da diretoria, em vigência; g) Original e cópias da cédula de identidade e CPF do presidente da entidade ou representante legal; h) Original e cópia do CNPJ; 3. Para a emissão das Certidões Negativas, devem seguir o passo-a-passo abaixo: Para certidão negativa do Governo Federal: 1° Pesquisar no Google: CERTIDÃO NEGATIVA RECEITA FEDERAL 2° Clicar no primeiro link correspondente a: idg.receita.fazenda.gov.br/orientacao/tributaria/certidoes-e-situacao-fiscal 3° Na opção Pessoa Física (CPF), clicar em “Emitir Certidão”. 4° Preencha o CPF na caixa de texto. 5° Digitar o código de controle 6° Clicar no Consultar 7° Clicar em “Emissão de nova certidão” 8° Imprimir em “preparar página para impressão” no canto inferior direito Para certidão negativa do Governo do Paraná: 1° Pesquisar no Google: CERTIDÃO NEGATIVA GOVERNO DO PARANÁ 2° Clicar no primeiro link correspondente a: www.cdw.fazenda.pr.gov.br/cdw/emissao/certidaoAutomatica 3° Preencha o CPF na caixa de texto. 4° Digitar o código de controle 5° A certidão será baixada no computador. 6° Abri-la e imprimir. Para certidão negativa do Município de Cascavel: 1° Pesquisar no Google: CERTIDÃO NEGATIVA MUNICÍPIO DE CASCAVEL 2° Clicar no primeiro link correspondente a: www.cascavel.pr.gov.br/certidoes.php 3° Clicar no item: Emissão da Certidão Negativa de Débitos – CND 4° Na “Opção de Emissão” “Selecione a forma de emissão” “por CPF/CNPJ” 5° Preencha o CPF na caixa de texto (abaixo). 6° No item “Finalidade” “Selecione uma Finalidade” Escolher a opção “Jurídico - Contribuinte” 7° Clicar em “Confirmar” 8° Imprimir a Certidão Negativa gerada      
20/10/2017 - Semdec abre inscrições para interessados em participar da Feira do Teatro
Serão autorizadas 42 vagas para exposições de produtos artesanais, manuais, alimentícios, étnicos e colecionáveis A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio do Departamento de Eventos e Turismo, publicou no Diário Oficial de hoje (20) o edital nº 001 de 2017, o qual estabelece a abertura das inscrições para interessados em participar da Feira do Teatro de Cascavel. As inscrições podem ser feitas a partir de segunda-feira (23) e seguem até o dia 17 de novembro, das 9 às 11 horas e das 14 às 16 horas, gratuitamente e exclusivamente no Departamento de Eventos e Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, localizada anexo ao Centro de Convenções e Eventos, na Rua Fortunato Bebber, 987. A documentação exigida pode ser consultada no item 6 do edital. Quem pode Podem se inscrever candidatos a expositores para a seleção de produtos artesanais, produtos manuais, obras de arte, produtos alimentícios artesanais, peças de antiquários ou colecionáveis, produtos étnicos e alimentos (food-trucks) para obtenção de autorização que permite a participação e a comercialização da Feira, conforme as especificações do edital, que pode ser consultado neste link. São pessoas físicas residentes em Cascavel, que comprovem as exigências do edital; pessoas jurídicas formalizadas como MEI e domiciliadas em Cascavel; grupos étnicos formalizados juridicamente; entidades beneficentes e assistenciais e proprietários de food-trucks de até 7 metros de comprimento. Não é permitida inscrição de menores de 18 anos e de mais de uma pessoa pertencente à mesma família, que resida no mesmo domicílio, independente do produto que for comercializado. Os selecionados terão um custo mensal de 1 UFM para utilizar o espaço público e de 1 UFM pelo aluguel das barracas. Para os veículos (Food-Trucks) o valor da utilização do espaço público é de 2 UFMs. Hoje a UFM (Unidade Fiscal do Município) tem valor de R$ 41,04. Estímulo cultural e de renda extra De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, João Alberto Soares de Andrade, a Feira será realizada aos domingos pela manhã, na quadra do complexo cultural do Teatro Municipal Sefrin Filho e do Centro Cultural Gilberto Mayer, com a finalidade de proporcionar um local de exposição e de comercialização, estimulando a atividade cultural e econômica, com a geração de trabalho e renda, além de divulgar a atividade artística e artesanal do Município, de forma a oportunizar novos negócios, objetivando a cultura como fonte de desenvolvimento econômico e turístico. "Serão autorizadas 42 vagas, respeitando as condições já definidas pela Semdec e pela Secretaria de Cultura", detalha.  
09/10/2017 - Cascavel lidera geração de empregos no PR de janeiro a agosto
A região de Cascavel lidera a geração de empregos no Paraná no período de janeiro a agostos de 2017 com a criação de 4.650 novas vagas de trabalho. Em segundo lugar aparece a região de Paranavaí com 3.212 vagas geradas e outras 2.930 pela de Londrina. Com isso o interior do Paraná novamente foi destaque na retomada da geração de empregos no Estado. Somente as regiões de Cascavel, Paranavaí e Londrina juntas geraram mais de 10 mil postos de trabalho nos primeiros oito meses do ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e contabilizam a diferença entre admissões e demissões. Ao todo, o Paraná gerou 25.270 empregos com carteira assinada em 2017. No acumulado do ano, a indústria de transformação e os serviços foram os setores que mais criaram emprego no acumulado do ano no Paraná. A indústria registrou saldo positivo de 13.359 empregos e os serviços 13.291. O Paraná tem oito municípios entre os 100 que geraram maiores saldos de emprego formal no País de janeiro a agosto. Pato Branco (1.697 postos) que ficou na 35ª colocação, seguido de Maringá (1.690) na 37ª, Cascavel (1.492) em 51ª, São José dos Pinhais (1.311) em 62ª, Palotina (1.267) em 66ª, Rolândia (1.090) em 82ª, Apucarana (1.053) em 86ª e Medianeira (945) em 97ª. As únicas exceções na geração de vagas vieram de Curitiba e Guarapuava. A capital paranaense apresentou saldo negativo de 4.634 postos de janeiro a gosto, seguindo a mesma tendência de outras 22 capitais do País, com destaque para Rio de Janeiro (-46.497), Porto Alegre (-8.153) e Florianópolis (-6.297).